Cinemas em Nova Friburgo
Por Nelson Alvarez, em 15 de outubro de 2008


Cinema Glória
Fonte: Pró-Memória
2008


A mais antiga notícia sobre cinema em Nova Friburgo foi encontrada em “A Sentinela”, de 10 de Abril de 1898:


“No conhecido estabelecimento Casino Friburguense acha-se instalado o belíssimo divertimento, o animatographo, pela primeira vez visto nesta localidade, aonde constitui uma novidade do mais vivo atrativo. Entre as grandes invenções do imortal Edison, ocupa lugar saliente esta. Como se sabe, consiste em uma bem combinada união da fotografia instantânea dos efeitos de luz e da passagem dos quadros que se sucedem com a mesma rapidez dos movimentos naturais de modo a reproduzir cenas animadas com uma felicidade surpreendente. Entre os belos quadros expostos são dignos de especial menção: A tentação de Santo Antônio, Os negros de Dacar ao redor do vapor, A briga de boleeiro com o passageiro, a entrada do Kzar da Rússia em Paris e outras passagens reproduzidas com a maior vantagem. Estamos certos que nenhum habitante deste lugar deixará de assistir as representações do animatographo, uma das maravilhas destes tempos de progresso”.



Theatro Dona Eugênia - Com a fachada original
Vale lembrar que esta primeira exibição aqui, aconteceu menos de três anos após a 1ª sessão de cinema no mundo, dos Irmãos Lumiére, em 28 de Dezembro de 1895, no Grand Café Paris, Boulevard dês Capucines, Paris.
No ano seguinte, “A Sentinela”, de 10 de Setembro de 1899, noticiava a estreia do Cinematographo de Edison, no Theatro D. Eugenia desta cidade, no qual a empresa W. Bockert Cia mostrou a última concepção de Edison, o grande eletricista.
Entrando no século XX, encontramos nova menção a cinema no Theatro D. Eugenia em “A Paz”, 19 de Janeiro de 1908:

“O Sr. Miguel Bruno acaba de contratar este elegante theatro para a ele funcionar o seu aparelho cinematógrafo. É um belo gênero de diversão que por estar na moda há de atrair o povo friburguense”. Em fevereiro do mesmo ano, “A Paz” relata: “Nada menos de dois cinematógrafos constituem atualmente o ponto obrigatório para a reunião dos moradores da cidade e dos veranistas que vem dar animação à nossa cidade. Um na Casa Balga, cujas fitas de grande efeito tem atraído grandes multidões dando ensejo a que sessões se repitam ininterruptamente até alta noite. Outro no Theatro D. Eugenia que à noite apresenta feérico aspecto com a iluminação elétrica”


Cinema Leal
Este era o Cinematógrapho Pathé. Pouco depois, viria o cinema Friburguense, embora os jornais não citem o endereço.
Nesta época, começa a se destacar na cidade o português Francisco Leal, com a empresa Leal & Cia, no theatro D. Eugenia. Chico Leal, como era conhecido, foi também um pioneiro da filmagem em Nova Friburgo, registrando um festivo convescote à Cascata Pinel, com o grupo seguindo para esta localidade num trem especial, com a Banda Euterpe Friburguense à frente; enfim, uma reunião social de enorme sucesso. Em 17 de fevereiro de 1912, ele inaugurou o Cinema Leal, na então praça XV de novembro.
Nos anos seguintes, muitos nomes surgirão: Cinema São João, o Cinema Eden e o Cinema Odeon (em 1914), na esquina da Praça XV com Rua General Pedra – atual Rua Farinha Filho. Este, de propriedade de José El-Jaick, arrendado a Elias Antônio Yunes e sublocado a Eduardo Bens, sofreu um sinistro em março de 1915, quando passava a última fita do programa, falhou o aparelho, o filme embolou rapidamente chegando até o carvão da lanterna, incendiando-se o aparelho. O fogo propagou-se, destruindo o cinema.

Cinema Leal
Viria ainda, o Ideal Cinema (1916), Cine Nacional (1917), Cine São José (1917), no mesmo prédio onde funcionara o Odeon, Cinema Popular (1929), Cinema Império (1931), no caminho do Reservatório. Em 1930, o Theatro Dona Eugenia passou a chamar-se Cine-Teatro Leal. Mais tarde, teria a sua fachada modificada e acabaria sendo demolido em julho de 1975. Em 3 de fevereiro de 1931, outro desastre: incendeia-se o Cinema Glória, situado no local onde hoje está o banco Bradesco, na atual praça Dermeval Barbosa Moreira.
Na década de 1940 surgiu um cinema que ainda provoca muita nostalgia nos friburguenses: o Cine Eldorado, inaugurado em 24 de Julho daquele ano, no mesmo local onde existiu o Cinema Glória. Na década seguinte tivemos o Cine Marabá, na Rua Leuenroth, inaugurado em 28 de Janeiro de 1950, e em 24 de junho do mesmo ano, o Cine São Clemente, na Rua Júlio Antônio Thurler, Olaria. Cinco anos depois, em 30 de Julho, o Cine Santana, no Cônego.

Cinema São José
A década de 1960 trouxe o Cine São José, na Rua Alberto Braune – na galeria São José, em 4 de abril de 1963 e o Cine São Luiz, em 20 de abril de 1967. Ao longo dos anos, os cinemas não resistiram à concorrência da televisão e foram fechando. Apesar de, a 18 de novembro de 1983, ter sido inaugurado o Cine Teatro Barão de Nova Friburgo, no Nova Friburgo Country Clube, a decadência dos cinemas continuou, sendo o Cine São José, o último a fechar, em 1994. Só muito recentemente os cinemas voltaram: três salas de projeção no Friburgo Shopping.
Vale registrar que existiram ainda cinemas em Conselheiro Paulino e em Amparo (Cine Theatro Almeida). No Suspiro, existiu um cinema drive-in, onde foi a feira livre e hoje é o Corredor Cultural.
(Duas matérias foram publicadas em A Voz da Serra a partir dessa pesquisa. Uma, em 5 de novembro de 2003, por Nelson Alvarez, sob o título A saudade dos tempos áureos do cinema. Outra, foi publicada em 21 de junho de 2005, por Carlos Jayme Jaccoud, na coluna “Um pouco de história da velha Nova Friburgo”, sob o título O cinema em Nova Friburgo.)

Memorial Fotográfico

Comentários (0)

Para escrever comentários você precisa estar logado. Para efetuar o login clique aqui.

Educação Ambiental na Prevenção de Desastres Naturais (02-05-2012)
Seminário de Abertura na Câmara Municipal a
partir das 10:00h nos dias 03 e 04 de maio.

Projeto do Bicentenário de Nova Friburgo (19-11-2011)
Projeto do Bicentenário de Nova Friburgo dá a partida em direção aos 200 anos de nossa cidade

Bicentenário NF (01-10-2011)
O Bicentenário de Nova Friburgo

Lista dos Aprovados - Concurso de 1999 (30-08-2011)
AVISO IMPORTANTE
Sobre o Concurso Público de 1999

I Encontro Estadual de Arquivos (19-08-2011)
A Fundação D. João VI de Nova Friburgo estará presente para uma apresentação dos trabalhos de digitalização e uma demonstração da tecnologia desenvolvida

O Pró-Memória e o Arquivo Nacional (13-08-2011)
Uma visita ao Arquivo Nacional e a promessa de uma parceria promissora.