Enterro do Dr. Dermeval Barbosa Moreira
Por Nelson Augusto Bohrer, em 15 de maio de 2009

Confira aqui um vídeo mostrando o enterro do Dr. Dermeval Barbosa Moreira em 7 de maio de 1974, as cinco e meia da tarde, pelo cineasta Carlos Bini de posse de uma câmera 16 mm.

Leia mais clicando aqui.

Comentários (1)
Rogerio do Corr: 08/06/2009 22:55
Dr. Dermeval Barbosa Moreira Nascido em Conceição de Macabu em 13 de Agosto de 1900, filho do comerciante Manoel Alves e Dona Ana Barbosa Moreira. Estudou em colégios de Cordeiro e Nova Friburgo. Em 1918 foi cursar a Faculdade de Farmácia na cidade de Leopoldina, em Minas Gerais, regressando depois à sua cidade natal.Em Conceição de Macabu, casou-se com Regina Tassara Moreira, abriu uma farmácia. Mudou-se com a esposa e os 3 filhos (Derly, Vanor e Maurício) para Niterói, onde cursou a Universidade Federal Fluminense, formando-se em 1931 na primeira turma da Faculdade de Medicina. Em Niterói teve anos difíceis.Retornou a Conceição de Macabu, abraçou a clínica geral como atividade.Permaneceu lá por mais 3 anos .Veio para Nova Friburgo em 31 de Maio de 1934. No ano seguinte enfrentou seu primeiro desafio, a epidemia de tifo, tendo que atender a mais de 150 pacientes. Começou a clinicar na antiga Farmácia Santa Terezinha e no consultório particular instalado inicialmente na Rua: Oliveira Botelho, nº26. Depois mais tarde, atendia em seu consultório no Edifício União, na Praça Getúlio Vargas, pessoas de diferentes condições financeiras. Numa sala, fazia consultas particulares e por outra sala, as pessoas que ficavam na fila no corredor que não podiam pagar. Para cada cliente que pagava, atendia, em média, de 3 a 4 pessoas sem recursos. De alma nobre, espírito elevado, dotado de filantropia e idealismo, costuma sair até 4 vezes por noite. Quem me contou uma passagem, que reafirmar a bondade e amor ao próximo, foi o Sr. Wilton de Carvalho Bastos, morador da Rua: Piauí, há mais de 50 anos. Em 1957, disse que sua mãe Dona Rita de Carvalho Bastos, estava com dores no estômago, e pediu a ele que na época tinha 10 anos e sua irmã Ione com 12 anos, fosse chamar o Dr. Dermeval, isso às 2 horas da madrugada. Desceram a Rua: Bahia, na época as ruas tinham pouca iluminação, chegaram ao Edifício União, e foram atendidas pelo Dr. Dermeval, que estava de pijama, e pediram à ele que fosse atender sua mãe.Na mesma hora, vestiu um sobretudo, colocou um bonezinho, pegou sua maletinha, colocou as crianças dentro do seu Dogde e foi com elas atender Dona Rita. Examinou a paciente e voltou com as crianças a Farmácia do Hamilton em frente a Prefeitura, compraram os remédios indicados por ele e Dona Rita, que logo melhorou e pôde continuar a fazer seu trabalho, que era lavar roupa para fora. Paralelamente às atividades de Médico, foi presidente do Plano Nacional de Saúde, secretário da Companhia Telefônica, diretor superintendente da Casa de Saúde São Lucas, fundador do Pronto Socorro que funcionou na Rua:Gal Osório( Hoje Colégio Modelo) sócio fundador da Clínica de Repouso Santa Lúcia e do Hospital São Lucas. Também construiu o prédio do Colégio Nova Friburgo, da Fundação Getúlio Vargas. Era um homem comum, humilde e despretensioso, mais exigente com sua aparência. Gostava da música de Chopin, da Euterpe Friburguense, torcia pelo Flamengo e adorava quindim. Um homem grandioso. O falecimento do Dr. Dermeval, em 06 de Maio de 1974, uma 2ª feira chuvosa, às 17:30hs, no Hospital São Lucas no Paissandu, vítima de sub-oclusão intestinal, foi uma perda difícil para a cidade.As aulas foram suspensas e o prefeito Amâncio Azevedo decretou luto oficial por 7 dias. Seu corpo foi velado na Catedral de São João Batista e foi carregado nos ombros por populares pela Av. Alberto Braune. Mais de 60 mil pessoas acompanharam o féretro, do alto dos edifícios o povo chorava a última passagem do Médico dos pobres, que levou mais de 1 hora até o Cemitério de São João Batista. O jornal “A voz da Serra” na sua edição de nº 1460, dos dias 11/12 de Maio de 1974, estampou em sua manchete, “Friburgo ainda chora...” Tem seu nome em uma das principais praças públicas do centro da cidade, que passou a denominar-se Praça Dermeval Barbosa Moreira, em Setembro de 1974. Na mesma praça foi inaugurada uma estátua em 13 de Agosto de 1976. Em Setembro de 1975 foi inaugurado pelo então prefeito Dr. Amâncio Mário de Azevedo o Colégio Municipal Dermeval Barbosa Moreira, em Olaria. Fonte: Pró-memória Parabéns pelo vídeo, histórico. Um forte abraço Rogério Albertini  

Para escrever comentários você precisa estar logado. Para efetuar o login clique aqui.

Educação Ambiental na Prevenção de Desastres Naturais (02-05-2012)
Seminário de Abertura na Câmara Municipal a
partir das 10:00h nos dias 03 e 04 de maio.

Projeto do Bicentenário de Nova Friburgo (19-11-2011)
Projeto do Bicentenário de Nova Friburgo dá a partida em direção aos 200 anos de nossa cidade

Bicentenário NF (01-10-2011)
O Bicentenário de Nova Friburgo

Lista dos Aprovados - Concurso de 1999 (30-08-2011)
AVISO IMPORTANTE
Sobre o Concurso Público de 1999

I Encontro Estadual de Arquivos (19-08-2011)
A Fundação D. João VI de Nova Friburgo estará presente para uma apresentação dos trabalhos de digitalização e uma demonstração da tecnologia desenvolvida

O Pró-Memória e o Arquivo Nacional (13-08-2011)
Uma visita ao Arquivo Nacional e a promessa de uma parceria promissora.